Arquivo da Categoria: marcas do selim

crónicas, relatos e afins, das longas pedaladas por essas estradas afora

depois da descoberta, a gastronomia do Maria Rita

Se a longa jornada anterior tinha sido dedicada à descoberta do lugar onde iríamos pernoitar, o dia seguinte seria todo ele para desvendar a aldeia do Romeu e os seus encantos. O sol despertou, a preguiça e a estafa não me prenderam … Continuar a ler

Publicado em marcas do selim | Etiquetas , , , , , , , , , , , , , , | 5 Comentários

à Descoberta do Romeu…

A nossa recente pedalada, rodopiando o Douro pela N222 até à aldeia dos meus avós paternos, reavivou no espírito do meu amigo Manuel Couto o desejo de empreender uma viagem de bicicleta ligando as suas casas, entre Vila Nova de Gaia … Continuar a ler

Publicado em marcas do selim | Etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 2 Comentários

Flèche Minho, na mouche

Decidido a cumprir a minha terceira Flèche, um dia inteiro combinando os prazeres das pedaladas com as exigências do ciclismo de longa distância, respondi afirmativamente ao desafio do Manuel Miranda e fui tentar concluir com êxito esta aventura pela segunda … Continuar a ler

Publicado em marcas do selim | Etiquetas , , , , , , , , , , , , | 4 Comentários

rodopiando o Douro

Há uns dias voltei a estender o convite a mais amigos para rodopiar o Douro. O plano seria repetir o roteiro de outras aventuras, às aldeias dos meus avós, pelas estradas nacionais N108 e N222 quase até Vila Nova de … Continuar a ler

Publicado em marcas do selim | Etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , | 3 Comentários

rios, pontes e vinho verde, a crónica CaMinho200

Os caminhos são criações humanas, vestígios de uma civilização, das necessidades existentes das populações, facilitando a rápida afluência de bens, comércio, pessoas e correio. Desde a Pré-História, da rede viária romana, que os nossos antepassados calcorrearam trilhos para a ligação … Continuar a ler

Publicado em marcas do selim | Etiquetas , , , , , , , , , , , , , | 2 Comentários

chuviscos, musicol e alguns petiscos, um spoiler a CaMinho

De acordo com o informador meteorológico que labuta no meu telemóvel, iria estar um sábado primoroso e solarengo. De facto, manhã cedo um aguaceiro batia forte na janela, mas nem meia hora havia passado e o sol cumprimentava-me à saída … Continuar a ler

Publicado em marcas do selim | Etiquetas , , , , , , , , , , , , | 3 Comentários

ribatejando, a crónica L’Antique 200 versão 2017

3 horas. 3 graus! Enfiado debaixo de camadas de algodão e licra, a custo lá me ia mantendo quente. Aguardei que o Jacinto me recolhesse à porta de casa para abalarmos ao encontro do Manuel Couto e do Paulo Campelo, em … Continuar a ler

Publicado em marcas do selim | Etiquetas , , , , , , , , , , , , , , | 2 Comentários

isto é assim…

A uma semana do tradicional L’Antique, o brevet suavezinho que dará início às hostilidades dos randonneiros tugas, já era mais que tempo de perceber como reagiriam as pernocas a uma sova das boas, ou seja um dia inteiro a dar … Continuar a ler

Publicado em marcas do selim | Etiquetas , , , , , , , , , , | 4 Comentários

amor é, chegares a “casa” e ouvires a frase: “Que é!? Vais já para a banheira.

“-Vais pedalar? -Vou… -Vai com cuidado.” Este é o diálogo rotineiro a cada minha saída matinal de licra vestido e capacete na tola. Não imaginava ela para onde eu ia pedalar esta manhã de Sábado, só havia avisado que não … Continuar a ler

Publicado em marcas do selim | Etiquetas , , , , , , , , , , , , | 2 Comentários

teve graça, e eu ainda não tinha subido à Senhora da Graça!

Sexta-feira à tarde. Está um gajo sossegado a empaliar serviço, a fitar o relógio e magicar um fim de semana de praia a torrar ao sol, chega o Rui e deita água na fervura! “E amanhã, vamos à Senhora da … Continuar a ler

Publicado em marcas do selim | Etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , | Publicar um comentário