Arquivo de etiquetas: passeio

por um caminho duraDouro

Quando se está só, sentado no selim de uma bicicleta, não há nada entre o mundo que me rodeia. Não há vidro, não há metal, não há interior climatizado que me contenha a liberdade e o tempo. Apenas o devaneio … Continuar a ler

Publicado em marcas do selim | Etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comentário

o CaMinho fez-se pedalando

São cinco e meia da matina e sigo ao volante, só mas acompanhado, com Dona Tripas ao frio empoleirada no tejadilho. Quanto mais me aproximo de Esposende mais aumenta a neblina e desce a temperatura do ar. Vou juntar-me ao … Continuar a ler

Publicado em marcas do selim | Etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , | Publicar um comentário

fotocycle [242] CaMinho

[…] “Uma das coisas agradáveis das estradas secundárias do interior é a calma com que sentimos o carácter das aldeias por onde passámos, os lugares com nomes incomuns ou nomes confortavelmente conhecidos mas que ali estão fora de contexto. Ao … Continuar a ler

Publicado em fotocycle | Etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , | Publicar um comentário

cicloturismo, o costume e a cultura de pedalar

Foi durante o meu passeio pedestre pelas amendoeiras floridas, e com o recurso ao zoom da objectiva, que fui surpreendido com a passagem de um par de excursionistas em bicicleta, daqueles que fazem do turismo de bicicleta o verdadeiro cicloturismo, … Continuar a ler

Publicado em o ciclo perfeiro | Etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Publicar um comentário

à volta d’a Aldeia Velha

Mós é uma primitiva povoação rodeada de montes, virada a sul na vertente oposta ao preguiçoso e pachorrento Rio Douro. A aldeia dos meus avós, como lhe costumo chamar, é lugar de gente alegre e laboriosa que atenua a velhice … Continuar a ler

Publicado em histórias sem biclas pelo meio | Etiquetas , , , , , , , , | Publicar um comentário

isso ou uma pilha de nervos!

O passeio de bicicleta é um ritual importante para mim. Depois de alguns minutos de pedalada, as endorfinas entram em acção, começo a recarregar as baterias e a sentir a energia acumular. É especialmente nas primeiras horas da manhã que … Continuar a ler

Publicado em motivação | Etiquetas , , , , , , , , , , , , , | 1 Comentário

da Baixa à Cantareira

No meu commute pós laboral, fujo dos gases de escape e do rugido mecânico para um pequeno refúgio de paz e sossego, a Cantareira. Quase a chegar à Foz do Douro, esta zona histórica da cidade do Porto resguarda um … Continuar a ler

Publicado em o ciclo perfeiro | Etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 3 Comentários

a segunda pele de dona Tripas

“Depois desta foto, tão cedo dona Tripas voltará a deixar a sua marca registada neste meu álbum fotográfico. A principal protagonista da série #tripasbicla ficará em quarentena por tempo indeterminado. Eu e esta minha mania de destruir quadros! É que … Continuar a ler

Publicado em o ciclo perfeiro | Etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Publicar um comentário

dois mecos à conquista da velha estrada N2, ou a minha melhor aventura a pedais

“Estou pensando seriamente fazer a Nacional 2 numa de recreativa (Chaves/Faro) lá para Setembro, estou disposto a fazê-la sozinho, mas com uma companhia de + um, dois ou três, mais agradável seria. Vamos lá”  O jovem Jacinto lançava assim o … Continuar a ler

Publicado em marcas do selim | Etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , | 10 Comentários

um fim de semana em cheio

No sábado fui à aldeia, por um caminho duraDouro. Com um brilhozinho nos olhos voltei às curvas pelas velhas estradas património, EN108 e EN222. Se nos primeiros quilómetros para o interior o vale do Douro se apresentava fresco e enevoado, … Continuar a ler

Publicado em marcas do selim, motivação | Etiquetas , , , , , , , , , , , , , | 2 Comentários