nirvana em cenário urbano

nirvana-em-cenario-urbano-1Na calma relativa da balbúrdia urbana sinto cada solavanco, cada declive, cada mudança na configuração da estrada. A bicicleta é parte do meu ser. Firmo as mãos no alinhamento dos drops e sigo pedalando, entre carros, pessoas, animais, obstáculos e coisas estranhas. A ciclovia deve ter açúcar! No encontro com os paralelos, balanço e tremo. A corrente bate no aço, refreio a sensação com o rabo fora do selim. Vento, frio, o corpo reage enquanto a chuva bate na minha cara. Pensamentos que voam. No constante movimento sob o asfalto, a rua arriba e calco os pedais. Ouço os sons das máquinas, os ecos de urgência de uma cidade enfurecida com este ser humano que sai do alinhamento. Avanço com confiança. Não há percalços no caminho. Inclino-me e aperto os travões. Depois de ir buscar pão quente, o  momento da verdade chega…

nirvana-em-cenario-urbano-2… Estamos em casa!

Anúncios

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em o ciclo perfeiro com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

Uma resposta a nirvana em cenário urbano

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s