raínha morta, raínha posta

Uma das muitas coisas agradáveis deste mundo das bicicletas é que vamos conhecendo pessoas interessantes. Pessoas de quem ficamos amigos, com quem vamos partilhando pedaladas. Pessoas que tal como nós gostam de bicicletas. Artífices que fazem delas autênticas obras de arte.

As bicicletas são um bom exemplo de projecto criativo e objecto de restauro. Nascem na habilidade de conjugar peças, novas ou recicladas, para criar novas bicicletas. Os elementos básicos e funcionais de uma bicicleta seduzem-nos a aprender, a entender como manter em uso esta máquina surpreendente. A bicicleta é muito mais que um veículo, é a ferramenta.

Após o acidente que danificou irreparavelmente a Cósmica, fiquei com um monte de componentes à espera de um quadro. E não tardou a aparecer um quadro à minha medida, clássico, tradicional, pintura elegante e com acabamentos magníficos. Iria então reconstruir a Cósmica com uma nova marca, a iNBiCLA.

Não poderia estar mais feliz com o resultado final. O pacote inteiro resultou realmente muito bem. Nas mãos do hábil cirurgião, foram transplantados os velhos órgãos no novo quadro, foram lhe acrescentados novos apêndices, feitos os ajustes e afinações de primeira qualidade, da clínica saiu uma construção harmoniosa, uma bela bicicleta de estrada, com efeito randonneur, e que terá novas rodas um dia.

Apresento-vos a Tripas, nascida na iNBiCLA que faz das bicicletas coração.

Anúncios

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em bicicleta com as etiquetas , , , , , , , . ligação permanente.

2 respostas a raínha morta, raínha posta

  1. Nelson Branco diz:

    Muito bonita… estás de parabéns e o cirurgião também. 🙂

    Liked by 1 person

  2. paulofski diz:

    Obrigado, mas todos os méritos vão para o xotôr inbiclas.

    Gostar

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s