as crianças de hoje não vivem melhor do que eu vivi

noticia-educa-bicla

Li esta notícia (clicar no link para ler) que para mim, infelizmente, não foi nenhuma surpresa e leva-me a uma série de questões.

O menino vive à frente da televisão, do computador e da playstation. Do telemóvel ou do tablet, vai dar ao mesmo! O sedentarismo toma conta das crianças e dos adolescentes. Passam o dia inteiro em frente dessas coisas, não se mexem, não brincam na rua, não fazem desporto, não pedalam… Será esta uma geração preguiça? Não creio, mas a culpa pela falta de incentivo é dos pais.

Crescemos a aprender e a experimentar. Sabemos o que é brincar na rua, fizemos amizades num piscar de olhos, com brincadeiras e acrobacias que deixavam as nossas mães loucas com nossas peripécias, saíamos a pedalar feito loucos à volta do bairro… Sabemos tudo isso e não nos esforçamos para passar esse histórico aos nossos filhos!

Ok, vivemos outros tempos. A rua não é segura e eles não estão minimamente interessados em ouvir histórinhas de como era no nosso tempo. A época de hoje não é melhor que a de ontem, mas a oferta de tanta distracção dentro de casa é um pretexto para os pais não ensinarem os filhos, para o menino não se magoar, para o menino não se cansar, para o menino não se sujar, para o menino não dar trabalho! Se eles não fossem obrigados a ir às aulas os papás não teriam o trabalho de os conduzir até à porta da escola!?

Admito que é arrojado para as crianças pequenas andar de bicicleta no dia-a-dia. Não estamos acostumados com a cultura da bicicleta, ok, mas, para tudo, tem de haver vontade e disponibilidade. Temos a questão cultural que atrapalha, todos queremos carros cada vez maiores e mais potentes. E a situação fica ainda pior porque falta planeamento urbano e tudo é construído para dar mais espaço aos carros e nada de construir vias para os ciclistas. Então é preciso também criar vontade nas crianças, a aprender, a andar de bicicleta e se divertir. A possibilidade saudável da bicicleta ser o meio ideal de transporte para a escola, a Escola pode ser também um elemento fundamental nessa aprendizagem. A inactividade física aliada a hábitos impostos pela sociedade de consumo deixa as novas gerações exposta a problemas de saúde de vária ordem. As crianças devem ser estimuladas a fazer actividade física e a bicicleta é um meio para driblar o sedentarismo.

Fico contente ao saber que há quem percebeu este problema e desenvolva projectos  de incentivo … (clicar no link para ler)

…”De realçar que este projecto contribuiu já para Guimarães ser escolhida como anfitriã do Encontro Nacional de Grupos Promotores da Mobilidade Urbana em Bicicleta. O projecto EducaBicla é ainda candidato ao Green Project Awars 2017.”

Fantástico. Parabéns.

 

Anúncios

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em o ciclo perfeiro com as etiquetas , , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

6 respostas a as crianças de hoje não vivem melhor do que eu vivi

  1. Nelson Branco diz:

    De facto hoje os tempos são outros a nível de sociedade, segurança, etc… mas, os pais das crianças de hoje foram as crianças que ontem brincavam na rua… acho que o facto de as crianças passarem tanto tempo com os “gadgets” é uma manobra para muitos pais estarem mais “relaxados” para as tarefas de final de dia e de semana e para terem algum tempo para eles próprios se entreterem com os “brinquedos”.

    Liked by 1 person

  2. paulofski diz:

    É verdade, também conheço quem o faça, põe o tablet à frente dos olhos para o menino comer a sopa sossegado! Mais tarde ou mais cedo, vão, ou não, entender que esta forma de (não) educar cria um vício desnecessário.

    Gostar

  3. Ana Vasconcelos Pinto diz:

    Boa tarde,

    Em nome da Get Green, empresa parceira do Município de Guimarães, responsável pelo delinear e pela implementação do EducaBicla nas escolas da cidade (e não só), gostaríamos de o felicitar pelas suas palavras dirigidas em torno das notícias relacionadas com a comunicação dos resultados do primeiro ano de implementação do projeto.

    De facto, ainda há muito caminho pela frente para ser pedalado, mas acreditamos que este mesmo será percorrido.

    Posto isto, a Get Green dispõe de um espaço numa revista mensal vimaranense, onde convida as pessoas a exprimirem a sua relação com a bicicleta de modo a “contagiar” futuros ciclistas urbanos e, gostaríamos de o convidar a fazer parte da próxima edição com este mesmo texto ou outro que lhe pareça mais oportuno.

    Resta-nos agradecer, mais uma vez, o interesse demonstrado pelo EducaBicla e congratulá-lo pelo ótimo trabalho na conceção desta página que em tudo incentiva ao uso da bicicleta.

    Na expectativa que este assunto mereça a sua melhor atenção,

    Com os melhores cumprimentos,
    Ana Vasconcelos Pinto

    Get Green – Mobilidade Elétrica, Lda
    Plataforma das Artes e da Criatividade, Atelier 4
    Av.ª Conde Margaride, nº 175
    4810-535 Guimarães

    Liked by 1 person

  4. paulofski diz:

    Bom dia Ana, muito me agrada o seu comentário que atenciosamente aqui deixou.
    A minha relação com a(s) bicicleta(s) é simples. É muito mais que um veículo, é um modo de vida. Tanto serve para me deslocar na cidade, para os afazeres diários, para viajar, passear e me divertir. O meu filho, que é estudante universitário, desde o segundo ciclo que segue as minhas pisadas, ou melhor, as pedaladas, e usa preferencialmente a bicicleta no seu commute diário.
    Este espaço tem servido sobretudo para a partilha de experiências, para divulgar e incentivar o uso da bicicleta, especialmente em contexto urbano.
    Agradeço o seu simpático convite, que muito me apraz aceitar, sugerindo a partilha deste texto: https://nabicicleta.com/2014/01/20/par-a-par-um-a-aprender-o-outro-a-ensinar/
    Com os Cumprimentos
    Paulo Almeida
    nabicicleta.com
    paulofski@gmail.com

    Gostar

  5. Ana Vasconcelos Pinto diz:

    Boa tarde Paulo,
    A sua sugestão foi aceite de muito bom grado por nós, uma vez que, o texto que nos sugeriu em tudo vai ao encontro da temática que queríamos abordar e do objetivo do EducaBicla em criar rotinas para a utilização da bicicleta envolvendo toda a família.
    Agradecemos desde já a sua partilha e logo que saia a edição do próximo mês encaminharemos por e-mail impressões da mesma.
    Mais uma vez, louvamos este seu espaço de partilha e a sua paixão pelas bicicletas que é tão contagiante.
    Se algum dia se dirigir a Guimarães, tínhamos todo o gosto de o convidar a visitar as nossas instalações, sediadas na Plataforma das Artes e da Criatividade, para partilharmos ainda mais experiências relacionadas com a bicicleta.
    Com os melhores cumprimentos,
    Ana Vasconcelos Pinto

    Get Green – Mobilidade Elétrica, Lda
    Plataforma das Artes e da Criatividade, Atelier 4
    Av.ª Conde Margaride, nº 175
    4810-535 Guimarães

    Liked by 1 person

  6. paulofski diz:

    Muito obrigado.
    É com muito agrado que recebo e aceito o vosso convite.
    Desejos de continuação de um bom trabalho no incentivo e divulgação da mobilidade suave.
    Com os melhores cumprimentos.
    Paulo Almeida

    Gostar

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s