em jeito de balanço

“Ciclisticamente” falando, 2014 foi um ano bonzinho. Desde logo pelo notório mini-boom de ciclistas que fui observando no dia-a-dia ao longo das estradas. Muita malta já optou pela bicicleta como meio de transporte urbano e extra-urbano em detrimento do carro. Bastantes mais terão iniciado as pedaladas pela prática desportiva. A actualização do Código da Estrada com novas prerrogativas sobre os direitos dos ciclistas na rodovia, deu o mote aos automobilistas para respeitarem mais o ciclista e para que também cumpramos a nossa cota parte de responsabilidade. Orientados a pedalar no trânsito de forma segura, com consciência, só ajuda ao convívio mais amigável entre automobilistas e ciclistas. Algumas medidas municipais também ajudaram a compor esse movimento nas ruas, estimulando o uso da bicicleta como transporte, por exemplo com novas vias cicláveis, estacionamentos apropriados, algumas melhorias de condições para quem pedala e que permitem uma global percepção das cidades, aos seus habitantes e quem as visita.

Pessoalmente foi um ano menos cicloturístico do que gostaria. Mesmo assim, e para além das minhas voltinhas costumeiras pelo bairro, porque a principal razão é andar de bicicleta, procurei oportunidades para dar umas pedaladas mais longas. Entre amigos e bicicletas, a primeira aventura do ano foi o “bai e bolta a Baiona”. E cagandabolta! Para começar foram logo uns 300 km de uma assentada. No mês seguinte concretizei duas epopeias ciclistas a algum tempo planeadas: Aceitei de novo o desafio dos Randonneur de Portugal de concluir a desafiante Flèche, entre Melgaço e Coimbra, o que para mim era também uma espécie de desforra pessoal depois de frustrada a tentativa do ano anterior. Resumindo, foram muitas as peripécias durante as 24 horas de pedalada. No dia da liberdade abri asas e voei pelas memórias, acompanhado por amigos cumprindo um desejo de infância, pedalar pelo Alto Douro, pelas estradas nacionais 108 e 222, ligando o Porto a Foz Côa e passando nas terras dos meus avós.

Depois vieram as férias e não relaxei. Deixei que as minhas bicicletas me carregassem por vários e belíssimos locais: Aproveitei inclusive para dar de novo um saltinho à vizinha Galiza e ver passar o Pelóton da Vuelta. Depois na volta, pedalamos por belíssimos locais junto ao Minho e conheci uma das mais bonitas ecopistas do nosso país. Foi já depois das víndimas que arrematei o ano ciclistico no que às longas distâncias dizem respeito. Foi junto com o pelotão nacional dos Randonneur de Portugal, fui ao encontro do mais belo rio do mundo pela Região Demarcada do Douro.

Para 2015 não faço grandes projectos. Continuarei o meu comute diário, as minhas voltinhas domésticas, voltarei a lugares para conhecer outros lugares. Espero que as minhas biclas não se cansem de mim e que tenha pernas para pedalar tanto ou melhor. Estou certo que será outro ano com mais ciclistas a ocuparem as estradas, a partilharem a via dando o bom exemplo. O blogue talvez venha ressentir-se e estar um pouco menos activo, haverá alguma falta de disponibilidade à frente do computador que certamente será ganho não selim da bicicleta. Desejos de bom ano, boas motivações, boas pedaladas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Anúncios

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em motivação com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s