carro vs. bike, adivinhem quem ganhou!

Na cidade, quem opta por se deslocar de carro justifica a sua preferência pelo automóvel devido ao maior conforto, segurança e rapidez que esse veículo confere em relação a outros meios de transporte. Mas será que é mesmo assim!? Podemos mesmo dizer que o carro é superior às outras formas de mobilidade urbana em curtos percursos? Mais uma vez, e sem nenhum esforço, no cumprimento rigoroso do Código de Estrada, provei que não é tanto assim. E o “desafio” proporcionou-se naturalmente. Carro vs. bicicleta / Audi R8 vs Del Sol lxi 2.0, (o 2.0 deve ser dos 2 pedais e 0 de emissões!) / a lebre e a tartaruga.

Pouco passava das 16h, demasiado cedo para o pico da rush hour, pedalava eu tranquilamente na Rua do Rosário quando por mim passa um bólide a cuspir fogo. Mais à frente, no cruzamento com a Torrinha, dei com ele igual a tantos outros da mesma espécie, parado e preso a uma luz vermelha. Valha a verdade que não é todos os dias que ultrapasso um Audi R8, daqueles que normalmente alguns futebolistas presunçosos gostam de exibir. Na Boavista volta a ultrapassar-me para depois eu voltar a apanhá-lo, aproveitando mesmo para tirar o retrato. Mais à frente apercebi-me que seguiamos a mesma direcção, e é já depois do cruzamento do Carvalhido que volto a ultrapassá-lo. Deixei de o ver, segui o meu caminho habitual, e voltei a ouvir os escapes já eu pedalava na ciclovia da Prelada enquanto ele passava em frente ao clube dos auto(i)mobilizados, vulgo ACP.

O “desafio” não teve cunho científico, mas serve para mostrar que não é um carro de cento e muitos milhares de euros que enfrenta as diferentes situações modais no trânsito citadino e faz frente a uma reles bicicleta de uns trocados. Acabo apenas por aproveitar mais esta situação, vivida com um rasgado sorriso, querendo simplesmente demonstrar que usar a bicicleta na cidade é mais eficiente e traz vantagens em relação a quem usa um automóvel, qualquer que ele seja, mesmo sem ter considerado a ocupação do espaço urbano, a poluição atmosférica, a emissão de ruídos! ziiiinnng…

Aqui o mapazinho

Advertisements

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em ele há coisas! com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

7 respostas a carro vs. bike, adivinhem quem ganhou!

  1. Pingback: E afinal, quem leva mesmo vantagem no trânsito bicicleta x carro « Matemática em Sobral

  2. Patricia diz:

    Lindo, simples, silencioso, elegante, rápido, limpinho… e tantos outros adjectivos para o pedalar de uma bicicleta – mas acima de tudo gosto é da liberdade maravilhosa que me proporciona! Obrigada, Paulo, por este testemunho vivenciado 😉

    Gostar

  3. paulofski diz:

    your welcome 😉

    Gostar

  4. Pingback: e porque não Maria Del Lluvia! | na bicicleta

  5. NMLPC diz:

    O teu R8 e o meu Ferrari juntos e mesmo assim chegávamos lá primeiro! 🙂

    Liked by 1 person

  6. paulofski diz:

    e nas calmas 🙂

    Gostar

  7. Pingback: carro vs. bicla, quem ganhou? | na bicicleta

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s