a todos um Bom São João


O “pobo” inventou a noitada de São João e a festa tinha início nas Fontainhas. À hora marcada, respondendo ao chamamento inebriante de aromas fortes e quentes, lá estávamos nós famintos de uma noite inteira de euforia. O cheiro a sardinhas e pimentos assados, cada vez mais intenso e atraente, fazia crescer a água na boca. À mesa chegava o caldo verde com broa, as fêveras e o frango assado, tudo muito bem regado com o verde branco da casa. Ritmados ao som da música popularucha, alta e distorcida, misturada com a algazarra de apitos, cantorias e risadas, o espírito festivo tripeiro ganhava força. Depois da barriga farta, pequenos grupos de todas as idades juntavam-se espontaneamente, formando rusgas de foliões cada vez maiores, de mãos dadas, serpenteando em correrias animadas entre mares de gente com ramos de cidreira e martelos de plástico na mão. Ao virar da esquina, logo se descobriam os arredondados bolbos de alho-porro a dançar sobre as cabeças, irritando narizes. Das Fontaínhas à Ribeira era um tirinho. Descia-se em louca correria para assistir à largada de balões e ao fogo-de-artifício junto ao rio. Sem antes atestarmos bem de carburante, de Super Bock, subiamos alegremente para a Praça. No palco montado, o conjunto musical levava a populaça à loucura total, e nem esse bailarico todo deixava o pessoal com sinais de cansaço. A noite ainda era uma criança e muito havia a percorrer. “- Bora lá para o Palácio?”. “- Bora lá!” E a noite prosseguia nas voltas dos carrocéis, das cestas, à volta da mesa das barracas de farturas. Entretanto dava-se início ao mini campeonato sanjoanino de matraquilhos. Quem chegasse primeiro tinha o direito de escolher o parceiro, os restantes matrecos ficavam para a equipe adversária. A cada moeda de 5 paus, o pessoal dava o seu melhor e o bota-fora era o esquema implantado para que ninguém reclamasse do árbitro. Enquanto alguns jaziam deitados nos jardins do Palácio de Cristal, sucumbindo aos namoricos, os restantes agarravam no mangerico e, entre chuvadas de marteladas, rumavam alegremente para a Rotunda da Boavista. Nova rodada de divertimentos e de louras fresquinhas. Às tantas, já a luminosidade e a orvalhada tradicional se faziam sentir, os bravos guerreiros erguiam-se da ressaca e davam início à última e longa caminhada, abraçados aos pares, Avenida da Boavista abaixo. No areal das praias, desde o Castelo do Queijo à Foz, jaziam os arrojados foliantes, sucumbidos ao cansaço e aos extremos báquicos, assim numa espécie de desfrute final da noitada festiva.

Diversos rituais vividos na noite de São João foram desaparecendo. Este nosso tradicional modo de percorrer metade da cidade, numa longa e bem regada noitada, deixei-a para outros mais jovens que herdaram a tradição e a farão perdurar às mudanças do tempo. Hoje em dia, envelhecido e mais tranquilo, percorro a cidade com outros olhos, recolho-me com o meu amor em casa de amigos, numa mais intima noitada de São João. Só mais uma coisa. Ontem à tardinha, enquanto esperava pelo semáforo verde numa das ruas do centro da cidade, não resisti ao sorriso meigo e à petição tímida de uma menina, com o tradicional: “- Ó senhor, dê uma moedinha ao São João!”.  Não vamos ver subir o balão 😦

 

Anúncios

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em motivação com as etiquetas , , , , , , , , . ligação permanente.

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s