“gasolina? não precisamos. oficina? nem pensar!… e eles a ver-nos passar”

Foi à tangente, mas mais uma vez confirmo que a bicicleta é o veículo ideal para a cidade e para curtas distâncias. De novo, voltei a chegar antes que o carro do meu vizinho.

Outro dia precisei de usar o carro e dei com o depósito na reserva. Fui abastecer a uma estação de serviço, coisa que não fazia há muito tempo, e nem quis acreditar quando percebi que a 95 oct. passava dos 1.6€. Hoje vem esta notícia no CM, blheeec…

Nunca a bicicleta teve tanta razão de ser quanto neste momento.

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em motivação com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s