um porto agridoce

Talvez estranhem só agora publicar o meu postinho d’hoje e lhe dar este título mas isso tem uma boa justificação. Depois de assistir ao último jogo do campeonato no Dragão, fomos levados por um mar azul e branco e celebramos até às tantas mais um S. João antecipado nas ruas do Porto. Revivemos a alegria que o nosso Futebol Clube do Porto nos proporciona a cada vitória, e o autocarro da glória desfilou desta vez em plena baixa tripeira o que não acontecia há alguns anos.

“É o tetra, olé, olé”, “Quem bate palmas é tripeiro, é tripeiro, é tripeirooo!” A cidade deitou-se de madrugada. Exausta e feliz, mas…

Mas eu ontem vivi um dia de contrastes com os clubes da minha cidade. A convite do meu primo Berto, durante a tarde, fui assistir no Bessa ao derradeiro jogo de uma época muito difícil para o clube axadrezado, onde o meu filho é atleta de judo. Bastava conseguir um resultado positivo frente ao Covilhã para o Boavista se manter na Liga Vitalis. Milhares de cachecóis e bandeiras pintavam as bancadas e os adeptos desenhavam uma expressão de confiança numa tarde de festa que não se vivia há bastante tempo, para dar o calor humano e incentivo aos jogadores na conquista da última vitória. A partida não correu de feição para as hostes boavisteiras, o Boavista perdeu e bem o jogo, acabando assim ingloriamente relegado para a 2ª Divisão, que na prática é a 3ª, sendo a primeira vez que tal acontece a um campeão nacional! Chega assim ao fim uma época de muita luta, em que os jovens boavisteiros sempre mostraram a sua abnegação e amor ao clube por todo o país. Nem mesmo o presunto que a Dona Lurdes da Tasca da Badalhoca oferecia para premiar o primeiro marcador de um golo boavisteiro foi suficientemente galvanizador e moralizador. A missão era complicada, as dificuldades financeiras que o clube atravessa são bastante graves e os obstáculos que se lhes depararam durante a época foram imensos. A equipa é demasiado jovem e inexperiente. O pesadelo do “apito dourado” marcou-os definitivamente. Acho deveras curioso, ou talvez não, o facto de o Boavista descer de divisão juntamente com o Gondomar, mas isso são conspirações para outras teorias. No final do jogo, a tristeza e o desânimo tomaram conta de jogadores, dirigentes e adeptos. Vários saíram do estádio lavados em lágrimas, bastante emocionados, num clima de consternação mas também de alguma resignação, sem no entanto se calarem as vozes de apoio e incentivo ao Boavistão. Força Boavista. Estou certo que este grande e digno clube se erguerá de novo com a dedicação, força e jovielidade dos seus atletas e adeptos.

 

Anúncios

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em outras coisas com as etiquetas , . ligação permanente.

9 respostas a um porto agridoce

  1. >Também estive no Dragão e participei na festa até às tantas. Espero, no próximo domingo, voltar a celebrar, agora em Lisboa e não ficar na segunda feira com uma ressaca de sono como a de hoje.Tenho alguns amigosm boavisteiros e partilhei com eles a dor que ontem sentiram. Não vai ser fácil o regresso à I Liga, mas tenho esperança que o meu amigo Álvaro Braga Jr leve a empreitada a bom termo.

    Gostar

  2. Si diz:

    >O Boavista é o meu 2º clube do coração, do qual fiz parte, numa modalidade que já não existe.Sem dúvida, uma consternação e uma humilhação da qual será difícil reagir, embora queira acreditar que as Panteras Negras ainda hão-de voltar a rugir!!P.S. Presuntinho da Badalhoca?? E nem assim lá foram? Que desperdício!!!!

    Gostar

  3. Almeida diz:

    >Também tive pena da descida de divisão do Boavista e do Gondomar.Mas em contra partida o nosso F.C.P vai dar-nos duas alegrias ao sermos campeõs e ganhar a taça.Um abraço e até à manhã.

    Gostar

  4. mjf diz:

    >Olá!Parabéns para os Dragões ( sim eu tenho bom perder) :=)rhsrhsBeijocas

    Gostar

  5. Tó (Mano) diz:

    >É incrivel o que está a acontecer ao Boavista, culpa de quem?? deles próprios? da liga? do Valentim e sua “rica” familia, não sabemos, mas é triste ver o unico Clube realmente eclético na Cidade do Porto,e sentir que mais cedo do que pensamos, vamos deixar de ter um sitio onde os nossos filhos possam praticar desporto (Ginástica, judo…) é muito Triste…Clubites à parte, mesmo em festa pelo nosso Porto, a tristeza de ver o estado moribundo deste Clube não é nada saudável….não há por aí um, messenas?

    Gostar

  6. DANTE diz:

    >Boavista amigo? Só na MultiVisão! ahahahahahUm abraço amigo!

    Gostar

  7. Teté diz:

    >Em primeiro lugar, parabéns aos dragões! (mais para cá ou para lá na arbitragem, neste ou naquele jogo, ganharam o campeonato por mérito próprio)Quanto ao Boavista, não é verdade que seja a única equipa a descer de divisão, que já tenha ganho o campeonato: o Belenenses também ganhou (OK, lá para os idos anos 50 ou coisa, no século passado) e já desceu várias vezes e voltou a descer agora…Enfim, há que saber ganhar e perder: jogo é jogo e a vida tem mais que se lhe diga! ;)Beijocas!

    Gostar

  8. paulofski diz:

    >Nem sabia mas o mais incrível é que tudo se resume a 1 golo. Por um golo o Boavista teria permanecido à frente do Oliveirense (clube do actual presidente da Liga) e teria permanecido na liga Vitális. O mais irónico é que a esperança ainda reside no famigerado “apito final)Olá Teté, desculpa mas é verdade. O Boavista foi até à data a única equipa campeã nacional que desceu ao que agora chamam de II Divisão Nacional, o que na prática é a 3ª divisão). O Belenenses nunca esteve na 3ª, resumindo:A Liga Sagres corresponde à 1ª,a Liga Vitális à 2ª ea II Divisão Nacional à 3ª

    Gostar

  9. >Oh Paulo, o pior é quando nos festejos metem sempre o SLB ao barulho, que complexo de inferioridade!!!Quanto ao Boavista, como é que um clube campeão nacional há 8 anos cai tão baixo? Dá que pensar como chegou tão acima ou como caiu tanto…Abraço e parabéns pelo título

    Gostar

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s