este distinto cais, “waterfront” como agora se diz!

distinto

O Douro é o cenário e a sua presença um elemento de ligação às memórias e ao imaginário. Um passado construído do impulso do desenvolvimento comercial e portuário. A história comprime-se numa imagem fixa, onde tudo se congela para que o tempo, mítico, misture a cidade, as muralhas medievais, as margens, os armazéns, os barcos. Negócios do comércio do vinho que se estendiam ao longo do curso do rio. O antigo entreposto vinhateiro de Vila Nova de Gaia que recebia os tradicionais barcos de transporte de vinho. O vinho do Porto que já não desce o rio nos Rabelos, essas velhas embarcações, que na margem direita à Ribeira apenas flutuam, em primeiro plano, compondo o postal guardado em imagens e recordações.

Correntes preocupações pela importância económica, na lógica do negócio global que é o turismo, vão restaurando e convertendo velhos edifícios. Em segundo plano vem a preocupação de manter uma fisionomia de paisagem de velho burgo, do Porto Património da Humanidade. O pensamento de suporte de uma economia do souvenir, cais de cruzeiros e wine tasting, transfigurando o íntimo das habitações e das margens em espaços públicos e adegas adaptadas para receber visitantes. Várias escalas para diferentes estrelas, multiplicam-se os hotéis, residenciais, espécie de parques temáticos de esplanadas e vistas exclusivas, vendo sair os residentes, cada vez mais envelhecidos, e os seus descendentes. Impulsos de uma neo-urbanização das duas margens, numa nova maneira de pensar a relação da metrópole, reciclando o passado e actualizando a condição urbana que evolui com outras relações e outros modos de ver e fazer a cidade.

Anúncios

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em Gaia, Porto com as etiquetas , , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

2 respostas a este distinto cais, “waterfront” como agora se diz!

  1. Pingback: Porto Património Mundial, vinte anos, vinte momentos | na bicicleta

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s