can’t miss [127] De bicicleta em Lisboa

De bicicleta em Lisboa

de bicicleta em Lisboa

“O número de bicicletas a circular em Lisboa é cada vez maior, mas ainda muitos são aqueles que, usando as ciclovias já existentes, reclamam por mais e melhores acessos, para tornar este um meio de transporte mais utilizado.

Pedro Charneca, Alcides Carvalho e Carlos Costa têm em comum o facto de terem trocado o automóvel pela bicicleta, escolhendo o veículo de duas rodas para as suas deslocações diárias em Lisboa tanto para o trabalho, como para lazer, como relataram à agência Lusa.

“Tenho carta de automóvel há dois anos, mas uso a bicicleta para me deslocar na cidade há mais de quatro”, começou por dizer à Lusa, Alcides Carvalho, ‘Sena’ para os amigos, justificando a sua escolha com a rapidez com que se move para qualquer ponto da cidade, aliado ao facto de ser também mais saudável.

‘Sena’ contou que criou o “hábito de ‘ciclar'” e que sempre o preferiu para percorrer Lisboa, cidade que, comparando com outras europeias, tem, em sua opinião, “poucas ciclovias onde se possa circular com segurança e de modo confortável”.

“Quando se circula pelo centro da cidade, o nível de exigência pelo cuidado é maior. Na hora de ponta há menos tolerância por parte dos automobilistas que perdem a paciência facilmente”, lembrou Alcides Carvalho.

O novo Código da Estrada, que entrou em vigor a 01 de janeiro de 2014, veio introduzir alterações na circulação rodoviária e conferiu aos ciclistas novos direitos, ao passarem a ser equiparados aos veículos motorizados.

Estes três ciclistas, literalmente ‘parados’ pela Lusa quando se deslocavam para os seus locais de trabalho, foram perentórios em afirmar que, apesar das alterações ao Código da Estrada, ainda há muito a fazer pelos ciclistas. “…

Podes continuar a ler esta excelente reportagem aqui

Advertisements

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em can't miss it com as etiquetas , , , , , , , , , . ligação permanente.

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s