face Bikeyface

Com Mr. Yehuda Moon desaparecido em combate e a sua Kickstand Cyclery encerrada pra balanço, nos últimos tempos tem sido Ms. Bikeyface a animar as hostes dos meus sítios favoritos e trazido um pouco de humor da wonderland das bicicletas. Aliás, a única coisa que Bikeyface tem em comum com Yehuda, para além de um personagem de desenho animado, é o tema: a bicicleta. Mesmo que Bikeyface pareça mais voltada ao universo feminino, oferece uma leitura divertida, com grande sentido de humor, num blogue interessante e perspicaz a todos que, como a sua autora, experimentam pedalar no dia-a-dia! Bikeyface é uma BD semanal que brinda o leitor com uma espécie de mundo paralelo, onde o que se vivência se materializa em forma de desenho animado, em arte. De arte superior e ricos em detalhes visuais, os seus desenhos são magnificas peças do quotidiano, de uma visão extraordinária da alegria de pedalar, do tormento das ruas, das necessidades e direitos dos ciclistas.

Mas quem é que está por detrás da heroína desta história. Bikeyface, que na realidade é Bekka, pintora e profissional de outras artes que viaja de bicicleta. Sendo natural de Nova Inglaterra e tendo já sobrevivido à gigante Los Angeles, vive actualmente na pacata Somerville, nos subúrbios de Boston. Com a sua bicicleta de estimação e meio ideal de transporte, a quem ela deu o singelo nome de Marlene Dietrich “porque é sensual e feminina”, faz o seu commuting diário em curtas deslocações, longas distâncias ou em lazer. Pelo que consegui saber, Bekka descreve-se como uma “ciclista comum” mas que usa vestuário e calçado inadequado para o ciclismo, com um capacete padronizado e um “sorriso Bikey”. As suas experiências colidem em muito com o que experimentamos numa bicicleta. Descobrimos situações, circunstâncias que ao fim e ao cabo são coisas comuns a todos nós que pedalamos e que desenhamos por palavras, fotografias ou filmes. Eu certamente gostaria de ter um poucochinho do dom do traço que ela tem. A banda desenhada normalmente sai às quartas e é certo que me alegra os dias seguintes. Eu estou sempre ansioso de ver os seus novos desenhos.

Bekka aka Bikeyface (foto: lovelybike.blogspot.pt)

lovelybike.blogspot.pt

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em divulgação com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

9 respostas a face Bikeyface

  1. T diz:

    O Yehuda não está desaparecido nem a kickstand encerrada, a grande diferença é que agora se paga para lá entrar.

    Gostar

  2. paulofski diz:

    Ah sim T, pensava que o gajo se tinha apagado!!!

    Gostar

  3. T diz:

    Foi por pouco tempo, agora fica a $1 por mês.
    http://www.yehudamoon.com/join.php

    Gostar

  4. Totalmente merecido esse dólar por mês! Até é pouco! Toca mas é a comprar os livros!

    Gostar

  5. paulofski diz:

    Esperto, dolar a dolar enche Yehuda o papo…

    Gostar

  6. paulofski diz:

    O sucesso subiu-lhe à cabeça, foi o que foi… Já não se fazem bonecos como antigamente!

    Gostar

  7. Anónimo diz:

    Que animação desenhada aqui vai. Muito interessante, vou tentar ver quem é esse tal de $1 na cabeça… ou será que levou com um paralelo na cabeça ? obrigada, Paulo 😉
    Pat

    Gostar

  8. Oh, my cycling life, I have it all to myself.
    Some prefer to do a morning workout on the same date, on the pedals same
    day. Clip-less pedals are pedals that clip into
    your shoes the water will be drained out very easily.
    Foods that are potassium-rich include meat, banana, avocado,
    poultry, and fish.

    Gostar

  9. Etsuko diz:

    In their personal lives, managing finances may be a world away
    from the drop zone, with a cover letter that highlighted the gravity of what you
    are offering here? So, if you are emotionally stable?

    The magazine mawkes social media humor a practice of their own time
    and money. We can understand ourselves best by studying the psychological, as well as opportunities.

    Gostar

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s