da má postura à assadura, evita a ligadura

Uma irritante dor no braço esquerdo foi o regalo que trouxe da pedalada até Santiago.

Parece muito fácil para aqueles que pedalam a bicicleta todos os dias. Basta pegar na bina e sair por aí, seja para os afazeres do dia-a-dia, seja para um passeio solitário ou uma longa aventura em grupo. Mas não é bem assim. Até o mais experiente ciclista sofre de lesões e transtornos dos mais diversos tipos, não necessariamente provocados por traumatismos resultantes de acidentes ou quedas. A intensa e longa exposição a grandes esforços, o uso inadequado de equipamentos, a má postura, provocam vários tipos de lesões musculares, no pescoço, na região lombar, ao redor dos ombros, nos grandes músculos das pernas, nos joelhos e nos tendões.

Uma dica prévia, que se pode dar para aqueles que encaram pedalar tanto a média distância como longos percursos, é procurar utilizar equipamentos (bicicleta, vestuário, calçado) adequados e que estejam habituados a usar. Exercitar os grandes músculos das pernas e fortalecer a região lombar, fazer um regime alimentar adequado, rico em vitaminas e hidratos de carbono, são delapalisseanas.

A postura é fundamental para evitar dores e até lesões prolongadas. O guiador deve estar a uma altura que permita manter as costas mais ou menos erectas e os braços relaxados, não muito próximos ao corpo para não sobrecarregar as articulações. É importante manter os joelhos numa altura inferior às mãos durante as pedaladas. O posicionamento correcto do selim é fundamental, pois se estiver muito alto vai exigir uma má postura e a movimentação das pernas em esforço (para saber qual a altura correcta do selim basta ficar de pé ao lado da bicicleta e posicioná-lo à altura do quadril). É importante manter a cabeça alinhada, bem como a coluna, pescoço, ombros, cotovelos e as mãos relaxados. Para prevenir as assaduras, a vulgar irritação de pele pela fricção nas virilhas, o mais indicado é a correcta postura no selim, usar calções de ciclismo (aqueles de licra, almofadados no rabo) que mantêm a pele livre de humidade e evitar o uso de roupa interior que tenha costuras sintéticas.

As dores lombares são uma queixa frequente e são habitualmente decorrentes da má postura do ciclista sobre a bicicleta. Fortalecer os músculos abdominais e os músculos que envolvem a região da coluna vertebral com exercícios de musculação. É fundamental fazer alongamentos antes e depois de pedalar. Para quem está a começar vale a pena pedalar por um período de tempo curto, que não cause dores nas costas, e ir aumentando o tempo gradualmente. Proteja os joelhos. Pedalar de maneira incorrecta ou a sobrecarga pode causar tendinite nos joelhos ou problemas nas rótulas. Procurar pedalar com carga e não deixar cair o peso do corpo todo sobre os braços.

Boas pedaladas.

Anúncios

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em ele há coisas! com as etiquetas , . ligação permanente.

4 respostas a da má postura à assadura, evita a ligadura

  1. Pingback: é que não aprendem! | na bicicleta

  2. Pingback: A Grande Crónica do Caminho – Tomo 3, de Redondela a Santiago (e depois Vigo e Porto) « Um pé no Porto e outro no pedal

  3. karina diz:

    cinto dor no meu braço esquerdo pricipalmente no meu moscolo do braço o que sera?

    Gostar

  4. paulofski diz:

    Depois de uma consulta com a médica fiquei a saber que essa dor no braço era devida a uma calcificação do tendão e resultante contractura do ombro a qual reflectia dor para o músculo do braço ao adpotar certas posições, na bicicleta, na secretária, até para apertar os atacadores dos sapatos. Com algumas sessões de fisioterapia e tratamentos (massagens, ultra-sons) a coisa melhorou e não sinto mais a dor. Uma dica será efectuar uns exercicios simples: mantendo encostados os cotovelos ao corpo, segure uma bola de borracha com as mãos e aperte-a em váios movimentos repetitivos; na mesma posição de brações segure uma fita de borracha com as mãos e puxe-a em movimentos repetitivos. Várias vezes por dia poderá ajudar a aliviar a tensão muscular e a dor. Espero ter ajudado Karina no entanto deverá consultar um especialista da medicina fisica.

    Gostar

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s