can’t miss [48] magazine-nomad-viagens-aventura.com

A bicicleta como modo de vida

mini-na-bike-para-topo“O frio, a chuva, as ruas inclinadas, tudo serve de desculpa para deixar a bicicleta na garagem. E digamos que o Porto não é, à partida, uma cidade apelativa para pedalar. Chove muito e as ruas em cascata desmotivam facilmente quem pensa em aventurar-se a subi-las de forma não motorizada.”…

foto_bike

“A verdade é que tenho a sorte de gostar do ar fresco da manhã e do pôr do sol ao fim da tarde e de os poder desfrutar em pleno todos os dias; tenho a sorte de não precisar de ficar presa no trânsito; tenho a sorte de poder mostrar ao meu filho que é bom não poluir o ambiente; tenho a sorte de trabalhar num sítio que é mais do que “bike friendly”, é “bike enthusiastic”; tenho a sorte de partilhar esta liberdade com a minha família numa rotina que nos faz mais felizes todos os dias.

Acima de tudo, acho que tenho a sorte de gostar de viver a vida de forma simples e descomplicada!”

Os meus parabéns Filomena, o seu testemunho é motivante.

Anúncios

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em can't miss it com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s