“é um astronauta!”…”é um super-herói!”…”não, é o Paulofski”

nirvana-em-cenario-urbano-1
Durante várias semanas de tempo seco, definitivamente precisávamos da chuva. Se até ontem o Inverno vinha fazendo as delícias de quem pedala, com belos dias banhados pelo sol, gélidos bem certo mas soalheiros, o tempo mudou rapidamente. O céu cobriu-se de nuvens bem atestadas para agora despejar o autoclismo sobre as nossas cabeças! Ontem e hoje tem caído chuva da grossa, chuva que já fazia falta e, como tal, não me chateia nada. A vida diária de um ciclista urbano avança. Não é por causa de umas gotas d’água que vou ficar em casa ou recorrer ao popó porque posso ficar molhado encharcado! Com alguns truques na manga, mesmo debaixo de uma tempestade, podemos viver fora da concha, livres para pedalar uma bicicleta nas deslocações necessárias.

dona-chuva
Normalmente eu me envolvo em camadas de roupa para evitar o frio. Depois, à medida que a temperatura vai aumentando e vou aquecendo, vou descascando camada após camada, como se fosse uma cebola. Quando chove põe-se a questão de como estancar a água, e a solução é recorrer a vestuário impermeável. Com a humidade a temperatura do ar tende a ser mais amena e tenho dificuldade em descobrir como vestir-me adequadamente para pedalar sem sobreaquecer. Normalmente o vestuário de inverno do ciclista urbano, casaco e calças impermeabilizadas, é desconfortável, pouco prático e exageradamente abafado. Após cinco minutos de pedalada, e por mais lento que vá, o calor corporal ressoa rapidamente. Depois de despir a fatiota, demora a secar e ocupa muito espaço nos alforges. O conjunto impermeável que usei durante algum tempo pecava por esses falhas. Outra falha era não encontrar nas lojas cá da terra um fato, de facto, impermeável, leve e prático. Foi então que na grande loja chinesa encontrei a jaqueta e calças espaciais ideais para os dias chuvosos, um produto adequado às minhas necessidades. Leve, vistoso e realmente impermeável. Seca em três tempos e, dobrando-se separadamente, cabe em duas bolsas de pouco volume.

surfista-prateado
Sou comprador neste site há algum tempo e até agora todas as encomendas chegaram-me às mãos Umas vieram rápido, outras demoraram mais tempo, todas foram entregues em casa ou tive de as levantar no posto dos correios da rua, sem problemas. Todas chegaram em perfeito estado, com as medidas correctas e a qualidade esperada. Os produtos são muito baratos. Como são vários vendedores, isso estimula a concorrência e leva-os a oferecem vantagens. Com alguma pesquisa facilmente encontramos descontos e promoções dos mesmos produtos. Por exemplo este fato custou-me 22€. Depois, qualquer dúvida, podemos falar directamente com o vendedor e a maioria deles não cobram taxas nem portes. Assim, embora tenha a sensação de me confundirem com um astronauta, ou no mínimo tenha parecenças com o boneco da Michelin, o Surfista Prateado ou até o Kenny, o facto é que tenho sido capaz de pedalar nestes dias invernais com conforto e chego sempre ao meu destino completamente sequinho.

Anúncios

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em ele há coisas! com as etiquetas , , , , , , , , . ligação permanente.

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s