fotocycle [177] sentindo o Porto

Pelas suas múltiplas utilidades a bicicleta é um dos ícones da contemporaneidade. O usufruto do tempo, promovendo reflexos da nossa qualidade de vida. Percepção de ver e se relacionar com a cidade. Um padrão esboçado no horizonte, um qualquer pormenor que nos prenda a atenção, da cidade que especialmente se ama. Esse coro de risos e vozes, música que fica no pensamento, uma doce canção que vou lembrar por quanto tempo puder.

sentindo o Porto e promovendo reflexos da nossa qualidade de vida

(e para que o post faça mais sentido, faxabôre clicar no play, abrir o volume e deleitar-se na melodiosa voz de Luciana Araújo cantando o Porto Sentido de Carlos Tê e Rui Veloso)

Anúncios

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em fotocycle com as etiquetas , , , , , , , , , . ligação permanente.

3 respostas a fotocycle [177] sentindo o Porto

  1. Nelson Branco diz:

    belo passeio da ribeira até à foz, por pedras sujas e gastas…

    Liked by 1 person

  2. Excelente foto. Keep up the good work!

    Gostar

  3. paulofski diz:

    é um passeio alegre, pelo Douro, pelo Passeio Alegre e mais além…

    Liked by 1 person

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s