de bicicleta, uma luz ao fundo do túnel

O indício de um movimento saudável é a força interior da nossa diferença. A palavra “modo” não representa um estilo particular. Ela não dita como se dá nas vistas nem como se pedala. A forma como decidimos o nosso comportamento é só da nossa conta. Não importa quem somos, onde vivemos, que tipo de bicicleta temos, quão rápido ou lento podemos pedalar, qual a segunda pele que vestimos e o que colocamos na cabeça. A bicicleta modela o homo sapiens. De bicicleta vemos a evolução da nossa espécie, nos diferentes cantos do planeta. A ela devemos as nossas ferramentas de mobilidade. Nela encontramos a chave para o nosso futuro, para a nossa sobrevivência.

 

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em o ciclo perfeiro com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s