um tourmento

Nas minhas pedaladas e não só já assisti a muita asneira, tanta aselhice e falta de respeito na estrada. Enquanto mero ser humano que nas suas deslocações procura se equilibrar em duas rodas, como ciclista urbano, inter-urbano, radical, what ever – o que lhe quiserem chamar, se não for acometido de uma síncope, desmaie (sim, já experimentei essa) ou adormeça em cima da bicicleta, só alguns factores externos à minha vontade farão com que me estatele ao comprido, me fira ou parta qualquer parte do esqueleto.

Ontem foi outro dia fatídico para alguns ciclistas no que diz respeito a quedas, incidentes, infortúnios, mas o que se assistiu durante a nona etapa do Tour, no momento em que o motorista de um carro da têvê francesa tenta ultrapassar o quinteto que seguia em fuga para evitar colidir com uma árvore na beira da estrada entendeu que seria melhor para ele atropelar os corredores daquela forma brutal. Ora isso não foi infortúnio, nem fatalidade. Isso foi um cobarde atentado à integridade física a profissionais do ciclismo e que só não teve repercussões trágicas por mero acaso.

Juan António Flecha foi atingido pela manobra errada do motorista de um carro que não deveria estar ali. Na queda, Flecha rolou o corpo numa manobra de protecção ao ombro, evitando partir as clavículas mas não se livrando de dolorosos ferimentos. Johnny Hoogerland que seguia mais atrás embateu na bicicleta de Flecha que não pode evitar, acabando por voar para fora da estrada e cair numa cerca de arame farpado. Esperemos que a UCI não o proíba agora de receber uma vacina anti-tetânica!

Foi doloroso assistir ao sofrimento e estóica resistência destes ciclistas nos restantes 37 km de etapa. Hoogerland ainda teve de reunir forças para subir ao pódio, vestir a Polka Dot Jersey e receber o prémio da combatividade. Desejo que aproveitem o melhor possível este dia de descanso e voltem amanhã para demonstrar o seu valor.

“Podemos estar felizes porque estamos vivos. É horrível “, disse Hoogerland. “Eu posso culpar todos, mas não acho que alguém faz este tipo de coisas de propósito. Eu acho que as pessoas no carro vão ter um sentimento de culpa muito grande e com certeza vão pedir desculpas, a mim e ao Flecha … Eu tenho três cortes de cerca de sete centímetros de comprimento e bastante profundos também. Eu vou para o hospital agora e eu acho que vou precisar de cerca de 30 pontos pelo menos… Eu não sei onde o carro veio. Antes que eu percebesse, Flecha estava no chão e não havia nada que eu pudesse fazer… Eu tenho a camisa das bolinhas, mas eu vou passar o dia de descanso em sofrimento. “

O veículo em questão tinha recebido ordem da Direcção de Corrida para não passar. Eles não levaram em conta essa ordem e seguiram caminho, causando o acidente e a queda de ambos ciclistas. Tal comportamento foi intolerável. Após o acidente que ocorreu ao 167º km da nona etapa, o veículo de imprensa, numerado Euro 800, foi excluído do Tour de France. Fonte: cyclingcentral

Já umas etapas antes se tinha assistido ao caricato, no meio do pelotão uma mota  da organização arrastou consigo um ciclista, levando-lhe a bicicleta e deixando-o depois sentado na relva sem a sua máquina para prosseguir.

Qualquer condutor, estando ou não inserido numa prova desportiva, deve entender que a estrada não é um jogo de vida ou morte. Quem pedala e dirige já viu, experimentou cruzar-se com pessoas que com um volante nas mãos se transformam em frustrados pilotos de rally, deixando todas as regras da estrada em casa. É um milagre que não aconteçam acidentes com mais frequência entre os ciclistas, qualquer que seja o propósito da pedalada, mas isso se deve mais à habilidade do ciclista do que à habilidade do condutor.

Anúncios

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em ele há coisas! com as etiquetas , . ligação permanente.

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s