cultivando a amizade

A amizade é um sentimento que prevalece quando sincero. Deve ser um dos sentimentos mais autênticos que se pode ter por alguém, com entrega e partilha autênticas. Muito se fala deste nobre sentimento, práticas muitas vezes preenchidas de falsidade. Usa-se e abusa-se do valor da amizade com um descaramento tal que por vezes até enjoa. Ser amigo de alguém é ser companheiro sobretudo nas alturas menos boas. É ser conivente e dar apoio. É sentir felicidade quando os amigos estão felizes. Nem sempre se consegue isso, a vida obriga a uma dispersão de atenções, mas que nunca seja perversa e interesseira, caso contrário a palavra amizade estará desprovida de sentimento. Temos duas mãos, uma para dar e outra para receber, que dispensam outro tipo de interesses, e a isso é que eu chamo amizade.

Anúncios

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em motivação com as etiquetas , . ligação permanente.

5 respostas a cultivando a amizade

  1. Lua diz:

    >Bom dia AMIGO!!!=)Bjinhos

    Gostar

  2. Teté diz:

    >Eu acho que é O sentimento mais autêntico que se tem por alguém, se mútuo e verdadeiro. Porque noutras relações de amor ou familiares há sempre uma ideia de troca inerente, na amizade ela não é necessária, há apenas uma espécie de partilha.Mas por falar em amizade, um dia destes estava o Pinto da Costa (médico) a comentar na TV o caso Carlos Castro e desata a barafustar contra o FB. Como o CC e o tal Renato se conheceram por essa via, ele estava a dar como exemplo que as relações virtuais não são amizade coisíssima nenhuma, como se via… Ainda me fartei de rir com o homem, que parcialmente até concordo com ele, mas vir dar aquele exemplo para o demonstrar pareceu-me um nítido exagero… 🙂

    Gostar

  3. paulofski diz:

    >Bom dia amiga. Beijinhos.

    Gostar

  4. paulofski diz:

    >Para contrapor essa opinião, Teté, ainda na passada 6ª feira, me encontrei num jantar em "casa" de uma amiga com mais três amigas, duas delas vieram de Lisboa em visita, e que revi com grande satisfação. Foi de fazer saltar a tampa 😉 (private joke). Dizia eu, que era para contrapor a opinião do Profe, porque se as conheci foi através dos blogues, e do que a gente chama de blogobairro, um extraordinário meio de contacto onde a "vizinhança" estreita fortes laços de amizade.

    Gostar

  5. >Por isso é que há tão poucas pessoas a que hoje em dia posso chamar amigo…

    Gostar

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s