de bicicleta com a luz ao fundo do túnel

Tenho colegas que ainda se admiram quando me vêm chegar a pedais para trabalhar!!! E o que lhes digo?

Olha, a maneira como eu vejo isso, é que qualquer um pode fazer isso. Não é sobre como está a minha condição física ou há quanto tempo pedalo. Para começar precisas de uma bicicleta e algum equipamento, mas no final do dia o facto mais importante é que com determinação suficiente, qualquer coisa pode ser feita. É a tal força de vontade, quer seja para pedalar um quilómetro para o trabalho quer seja para correr uma maratona. Tento dizer que não comecei a pedalar 200 km’s de uma assentada. É em pequenas etapas que vamos progredindo. Vamos superando as dores e as subidas. Vamos apanhar chuva e vento de frente. Vamos suar e cheirar mal. Todas essas coisas são fáceis em comparação com a dificuldade de nos desafiarmos, saindo da nossa zona de conforto. A parte mais difícil é sempre dar o primeiro passo, a primeira pedalada, para fazer algo que nunca fizemos antes. Depois disso, tudo é fácil.

Anúncios

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em motivação com as etiquetas , , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s