apenas eu e a bicicleta, num momento melancólico

Poderia ir por ali, mas não seria a mesma coisa! Assim, rumo a casa por um caminho mais longo, mais duradouro. Desço a rua, contorno os carris e desvio a rota. Sentindo a bruma nas trombas, algo mágico acontece enquanto deslizo junto ao rio. De repente, sinto de novo aquela sensação de liberdade. Há qualquer coisa em mim que nos empurra até ao mar. E num ápice, absorvendo a vida, envolto na tranquilidade, encontro o vasto oceano, onde só a natureza fala!… É que de outra forma eu não o vejo!

o que sabemos é uma gota, o que ignoramos é um oceano

“o que sabemos é uma gota, o que ignoramos é um oceano”… Isaac Newton

 

Anúncios

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em o ciclo perfeiro com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s