fotocycle [141] ali

Ali, o tempo passa devagar, ritmado na molenga sinfonia do Douro, espesso, deslizando até ao mar. Ali, distante e afinal tão perto, a cidade parece serena, pequena para tamanho rebuliço de gente estranha, assombrada. Como batidas fortes e quentes vindas do coração, as palavras ecoam na minha cabeça, coloridas, reflectidas em tons azulados. Um céu carregado de um quadro que fascina e me liberta o pensamento. Ali, o silêncio e a tranquilidade imperam voláteis, como o aroma quente de um café numa fria manhã de Outono. Deste lado, alapado, aproveito cada momento.

ali, no meu Porto de abrigo

Anúncios

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em motivação com as etiquetas , , , , , , , , . ligação permanente.

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s