histórias que a Volta dá

Antigas glórias do ciclismo estiveram em Fafe equipados a rigor

Lau e velhas glórias do ciclismo nacional“Antigas glórias do ciclismo nacional reuniram-se em Fafe momentos antes do arranque da 76ª Volta a Portugal Liberty Seguros. Foram cerca de 50 antigos corredores que se apresentaram na zona da partida exibindo equipamentos e bicicletas de outros tempos numa iniciativa impolsionada por Marino Fonseca, corredor entre 1980 e 1992….

…“Tudo começou num grupo do Facebook com ex-ciclistas. Pensei numa maneira de nos juntarmos e achei que a Volta a Portugal seria um pretexto excelente”, explicou Marino Fonseca. Para o antigo corredor nos últimos anos tem havido um afastamento das “velhas glórias” do ciclismo nacional. “Esta é uma maneira de trazer ex-corredores, alguns deles vencedores da Volta, ao ciclismo e à prova rainha desta modalidade”.”

(Ler artigo em: fafedesporto.blogspot.pt)


Tiago Machado, de dono da pior bicicleta do pelotão a herói na Volta a França

Tiago Machado“Agora que compete lado a lado com os melhores do Mundo, Tiago Machado revelou que quando se depara com uma qualquer adversidade, como a violenta queda no Tour2104, pensa nos “sacrifícios” que os pais passaram para fazer dele ciclista e é aí que encontra alento e coragem para seguir em frente.

“Não ia deitar a toalha ao chão assim do nada”, referiu o corredor da alemã NetApp-Endura, admitindo que aquela foi “uma queda feia” mas sublinhando que o que sofreu para continuar em prova não é comparável aos “sacrifícios” que os pais passaram para ele “chegar a ciclista”.

À margem de uma homenagem na Câmara de Famalicão, concelho de onde é natural, Tiago Machado contou que, na sua prova de estreia, em Vila do Conde, só compareceu na linha de partida cinco minutos antes da hora marcada.

“Estava um pouco envergonhado, porque sabia que tinha a pior bicicleta do pelotão. Na altura, tinha 13 anos, uma idade crítica”, assumiu e recordou que a prova não correu pelo melhor, tendo chegado “um pouco atrasado” em relação aos da frente, mas não desistiu.”…

(ler artigo em: diariodigital.sapo.pt)

Recordista de vitórias na Volta a Portugal assume o papel de «motorista» dos convidados

David Blanco“David Blanco, o recordista de vitórias na Volta a Portugal, vestiu esta quinta-feira pela primeira vez o papel de «guia» de convidados e chegou à conclusão de que, se na bicicleta acabava com dores nas pernas, agora elas passaram para as costas.

«Foi engraçado. Vim a falar com o meu convidado e a etapa passou muito rápido. Só que, de bicicleta doíam-me as pernas, e agora doem-me as costas de ir no carro tantas horas», descreveu à agência Lusa.

Um ano depois de ter visitado a Volta a Portugal, que venceu em 2012 pela quinta e última vez antes de se retirar do ciclismo, como cronista de um jornal desportivo, o galego assume agora, divertido, o novo desafio.”…

 (Ler artigo em: lux.iol.pt)

Anúncios

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em divulgação com as etiquetas , , , , , , , , . ligação permanente.

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s