adaptando e ambientando, chega-se lá

À volta da mesa, durante uma conversa entre amigos, ouvi o repetido chavão de automobilista “A bicicleta não vai resolver os problemas da sociedade…”. Nem do Mundo, acrescentei, no entanto, e como diz Robert Hurst, poderia muito bem atenuar alguns deles! A um nível individual, a bicicleta transforma vidas, tanto em épocas de abundância como nestes tempos de vacas magras.

Com o Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado esta semana, mais uma vez se renovaram apelos sobre o efeito de estufa, as emissões de gases e como reduzi-las: Para que as pessoas larguem o vício do carro; Para se incentivar os cidadãos a usarem mais o transporte público; Para adoptar um estilo de vida de baixas emissões de carbono. O Mundo agradecia. A contribuição do ciclismo para a redução das emissões de carbono enquadra-se perfeitamente neste contexto.

Evidente que a bicicleta sozinha não vai solucionar os nossos problemas energéticos. Não vai resolver a mudança climática, dissolver a poluição do ar, recriar vitalidade urbana e descongestionar as cidades do tráfego. É também improvável que a bicicleta se torne o principal meio de transporte diário no nosso país, mas é claramente uma ferramenta multi-facetada para ajudar a revolucionar os nossos desafios ambientais e económicos. A bicicleta é um componente crucial desta solução, que tem sido reconhecida por uma parte “cool” da população urbana, está a ganhar força entre os media e que deve ser reconhecida pelos governantes e decisores políticos.

O movimento da bicicleta não gera poluição do ar. Zero emissões de carbono e quase nenhuma poluição sonora, no entanto este notável meio de transporte permanece nas margens dos direitos civis no que à mobilidade diz respeito. Pela lei, praticamente não tem direitos e está limitada ao seu espaço, velocidade e segregação. “Disponível” apenas para aqueles que estão dispostos a assumir os riscos no tráfego motorizado. Acredito que só um aumento do número de utilizadores diários da bicicleta pode reverter esta situação e contribuir para melhorar a qualidade do ar urbano, suavizar as alterações climáticas, contribuir para um sentimento comum do espaço público.

No entanto, milhares de bicicletas ficam esquecidas nas nossas garagens colectivas, desprezadas como simples brinquedos, sendo usadas esporadicamente como equipamento desportivo. É claro que conhecemos as vantagens da bicicleta, como a de ser acessível e estar disponível a qualquer pessoa (incluindo as que não saibam andar de bicicleta), facilitar encontros com outras pessoas, estimular a integração social, a tolerância, paciência e empatia. Ocupam menos de um terço do espaço viário utilizado por carros particulares, e o espaço necessário para estacionar uma bicicleta é até 15 vezes menor do que o espaço necessário para estacionar um carro. Além disso, andar de bicicleta é o meio mais eficiente e ambientalmente sustentável para fazer viagens curtas, sendo muitas vezes possibilitado a interface com o comboio e o metro. De que estão à espera!

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em ambiente com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Uma resposta a adaptando e ambientando, chega-se lá

  1. Pingback: Andar de bicicleta pode alterar muito dos nossos problemas | na bicicleta « Matemática em Sobral

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s