gesso… Nããã! Gelo Challenge

“GESSO CHALLENGE… 16 de novembro. Mais pormenores brevemente”.

E depois do “brevemente”, novo post:

“Entendam que é um passeio completamente desorganizado, regido por uma anarquia total (pelo menos assim tem sido). Se esperam médias altas, essas irão aparecer apenas na descida da Graça e nem para todos. Resumindo, uma voltinha domingueira. Mas mesmo sendo completamente desorganizado, há alguns pormenores a terem em conta…

– Dia 16 de novembro pelas 8h.

– Haverá uma paragem sensivelmente a meio para um cafézito e umas 200 fotos.

– Para aqueles que queiram fazer apenas o percurso da ida, iremos proporcionar meio de transporte de regresso… A vossa própria bicicleta. Por isso se querem regressar a casa tratem de vida ou dêem ao pedal 😛

– Toda a despesa feita pelo “organizador” durante o dia terá que ser suportada pelos participantes 😛

– Como sempre, este será o percurso que eu irei fazer, mas todos são livres de, regidos por uma anarquia total, fazerem aquilo que bem entenderem.

[…]

“Ainda está muito escuro lá fora”,  conferia a meteorologia com o telemóvel na mão e fazia contas a quantas camadas de roupa iria precisar.

Encontro o Senhor Machado à hora marcada, e a par se rumou, a parlar até Ermesinde City, para desespero de um ou outro enlatado, para aquecer um bocado, para o rendez vous e partida oficial na Tasca da Trabancela.

Mais um ano e mais uma edição, a nona, deste mega evento de renome mundial, internacionalmente conhecido como Gesso Challenge.

Basicamente, diz o organizador, é manter a tradição de anos anteriores.

Reunir alguns masociclistas na tasca, pagar o café para formalizar a inscrição, e desde logo encetar a pedalada ao alto da nossa tão querida Graça para uma boa dor de pernas, comemorar a amizade e esperar que para o ano se repita… o evento, pois claro.

Tudo começou com uma ida do nosso anfitrião ao cocuruto do Monte Farinha, o alto da Senhora da Graça conhecido a nível nacional, e não só, porque é ali que se cumpre anualmente uma das chegadas mais emblemáticas da Volta a Portugal em Bicicleta.

Esta estrada é a síntese entre o esforço heróico de quem se aventura a subir os 8, 4 quilómetros no pico do verão e a recompensa de uma paisagem arrebatadora. Santuário dos aficionados das pedaladas, os 7,2 % de média de inclinação desta mítica subida são um desafio de referência para qualquer ciclista, antecipando o possível sobreaquecimento do motor.

Mais uma vez consegui a proeza de ser o último a chegar lá acima!

Mas se no pico do verão a recompensa da escalada é a consequente relaxante e refrescante descida, num dia outonal como este a descida não teve assim tanta graça. Vestida toda a roupa para enfrentar o gélido atrito da descida, só mesmo a vontade de chegar à pizzaria, sonhando com a crepitante e fumegante Quatro Estações tamanho familiar à minha frente, deu para curtir uns largos minutos de descida rápida quase em hipotermia.

Aquele sábado tinha tudo para que me convencer ficar esticado no sofá com a mantinha nas pernas, ao comando do zapping mode. Mas não. Um tal de Frinxas el Térribelé®️ havia lançado o desafio e eu, de novo, caí que nem um patinho.

Qual gesso challenge qual quê?! GELO CHALLENGE, isso sim.

Depois das despedidas à Senhora, foi rolar calmamente pela encantadora ecopista do Tâmega até Amarante e tomar a consciente decisão do desvio para Vila Meã e recorrer aos préstimos da CP, esperando pelo climatizado comboio urbano para o Porto.

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em marcas do selim com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s