revista de imprensa

2016, o ano da bicicleta

2016 ano da bicicleta“Vão ser 5,3 os milhões de euros de fundos comunitários que estarão disponíveis para 10 universidades portuguesas com projetos de incentivo ao uso da Bicicleta. A medida irá arrancar em finais do mês de Março e calcula-se que beneficiará os alunos que iniciem o ano letivo em Setembro.

Segundo explica o professor universitário José Carlos Mota, da coordenação da Plataforma Tecnológica da Bicicleta da Universidade de Aveiro, 2 a 3 mil pessoas ( entre alunos, professores, funcionários ligados à comunidade escolar) usufruirão deste programa: serão distribuídas cerca de 3 mil bicicletas (40 % elétricas, cada uma no valor de 1500 euros) por semestre. Cada universidade definirá os critérios de atribuição, tendo em conta fatores de distância ou de justiça social.

Até chegarem os fundos, a Universidade de Aveiro já tem ativadas estratégias de incentivo ao uso deste meio de transporte. Nomeadamente a oferta de um pequeno-almoço saudável e de um duche aos alunos que cheguem de bicicleta à universidade. De entre o universo dos 14 mil estudantes de Aveiro, cerca de 70 já aderiram a este conceito e recebem um cartão que lhes dá direito à refeição gratuita. «Trata-se de um exemplo de iniciativas de baixo custo que podem ajudar a criar novos hábitos. São necessários estímulos para que se experimente e se afugente os receios».

Por cá ainda não há notícia de empresas, como acontece em Espanha, que oferecem uma semana de férias extra aos empregados que vão para o serviço de bicicleta. Mas já meia dúzia de cidades portuguesas dispõe de projetos que ajudam à mudança de mentalidades. A Câmara Municipal de Lisboa anunciou que irá, a começar deste ano, despender 29 milhões de euros para uma rede de bike sharing. Este sistema não será gratuito para o utente, ao contrário da famosa BUGA (Bicicleta de Utilização Gratuita em Aveiro), bicicleta comunitária que funciona com um sistema de fichas, como um carrinho de supermercado, e que já existe há cerca de 15 anos (primeiro projeto deste tipo a nível nacional e o terceiro a nível europeu). A Buga será também reativada este ano pela respetiva autarquia, uma vez que os equipamentos sem manutenção se encontram degradados e vandalizados.”…

(ler artigo em visao.sapo.pt)

Guimarães ensina a andar de bicicleta em segurança

Educabicla“EducaBicla” é o nome do projeto que a Câmara Municipal de Guimarães vai apresentar publicamente esta terça-feira, 12 de janeiro, pelas 14:15 horas, no Agrupamento de Escolas Abel Salazar, em Ronfe. A sessão de apresentação, que contará com a presença de Domingos Bragança, Presidente da Autarquia, será realizada no decurso na primeira sessão prática neste agrupamento.

O programa, realizado em parceria com a empresa Get Green, tem como objetivo ensinar os alunos do 6º ano de escolaridade do concelho de Guimarães a andar de bicicleta cumprindo as regras de segurança, bem como sensibilizar estudantes entre os 10 e os 12 anos para a adoção de comportamentos amigos do ambiente.

O projeto “EducaBicla”, juntamente com outras estratégias do Município de Guimarães, designadamente, a construção da Ecovia e a criação de mais “Zonas 30”, tem ainda como finalidade sensibilizar e envolver os cidadãos para os modos ativos e hábitos sustentáveis, utilizando a bicicleta de forma segura e responsável.

De acordo com o estudo “Cidades de bicicletas, cidades para o futuro”, realizado pela Comissão Europeia, 11% das medidas tomadas para o incentivo da utilização da bicicleta passam por campanhas de formação e sensibilização. A aposta no “EducaBicla” surge como alavanca para a mudança de comportamentos, no âmbito das políticas de boas práticas ambientais.”…

(ler artigo em bloguedominho.blogs.sapo.pt)

Empresa de Viseu vai entregar encomendas de bicicleta

biclas_pixabay“Uma empresa de Viseu vai arrancar em breve com um serviço onde a bicicleta é o único meio de transporte para entregar encomendas. Os proprietários do Velocafé — estabelecimento que junta a restauração e a paixão pelas bikes — querem demonstrar que mesmo numa cidade com inclinações, a bicicleta é “a melhor aliada” do cidadão.

“Se tudo correr bem, iremos avançar no primeiro trimestre deste ano. Temos connosco algumas das principais transportadores e adquirimos a bicicleta ideal para este tipo de serviço”, anunciou Nélson Martins. O serviço pode ainda ser alargado a outras empresas dentro da própria cidade que necessitem de estafetas. “Conseguimos transportar encomendas até 150 quilos”, assegurou.

“As transportadores têm interesse neste tipo de serviço, não só pela componente ecológica mas também porque lhes facilita muito o trabalho”, explicou o empresário, ele próprio um utilizador da bicicleta. “A ideia é não usar veículos poluentes, por isso as entregas também podem ser feitas a pé. Esta é uma ideia sustentável e com a qual queremos também mostrar aos viseenses que dentro da cidade é possível ter outras opções como meio de transporte”, disse.”…

(ler artigo em revistastudiobox.com)

Advertisements

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em divulgação com as etiquetas , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s