porque a bicicleta é um festival

O mundo das bicicletas reúne-se em Santarém

festival bike“Começa já esta sexta-feira, e decorre até dia 18 no Centro Nacional de Exposições, em Santarém, mais uma edição do Festival Bike Portugal – Festival Internacional da Bicicleta, um dos maiores certames sobre o mundo das bicicletas a nível nacional.
Durante três dias, o Festival Bike vai reunir as principais empresas do sector e concentrar num só local os principais importadores, distribuidores, retalhistas, técnicos, e profissionais que trabalham neste ramo tendo como objectivo a realização de contactos e negócios.
Com espaço para venda directa de bicicletas, equipamentos e acessórios, este ano o Festival Bike vai contemplar um espaço para que os criadores individuais de modelos exclusivos de bicicletas as possam expor e apresentar ao público.”…

Fonte: rederegional.com

29 milhões para bicicletas em Lisboa

Orçamento Participativo Lisboa“A Câmara de Lisboa vai pôr à votação dos cidadãos no próximo dia 15 de novembro 189 propostas do Orçamento Participativo. Os ciclistas serão uma prioridade para a autarquia liderada por Fernando Medina; casas de banho nas ciclovias, abrigos para guardar os veículos de duas rodas e um contrato milionário para compra de bicicletas. São 29 milhões de euros…sim, leu bem, 29 milhões para comprar 1300 bicicletas. A EMEL, que nos aplica multas de estacionamento a torto e a direito, propõe-se agora a gastar 29 milhões de euros a comprar bicicletas! Numa conta rápida, cada velocípede custará mais de 22 mil euros… Este negócio não será votado pelos lisboetas. É um concurso público (anúncio 6105/2015) que tem por objetivo criar um Sistema de Bicicletas Públicas Partilhadas (SBPP) na capital e tem a duração de três anos e oito meses.”…

Fonte: cmjornal.xl.pt

De Portugal à Noruega… de bicicleta

eurovelo“A rede EuroVelo lança uma nova proposta de mobilidade: a bicicleta pode, para além dos trajetos quotidianos, levar-nos até ao outro lado da Europa. Oito trajetos fazem rotas Norte-Sul e seis atravessam o continente no sentido Este-Oeste. Existem ainda duas rotas circulares na Escandinávia, em torno do Mar Báltico e do Mar do Norte.
A única extensão da rede em território português é a Rota 1 – Rota da Costa Atlântica, que se inicia nas praias do Mediterrâneo e termina nos dramáticos fjords escandinavos. Começa em Sagres, passa por Faro e estende-se por Espanha, França, Irlanda e Reino Unido até chegar à Noruega. O percurso só está a funcionar a 100% em França e na maior parte do Reino Unido, estando o restante em fase de construção e planeamento.”

Fonte: dn.pt

Advertisements

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em divulgação com as etiquetas , , , , , , , , , . ligação permanente.

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s