cidades… vaidades… novidades… não necessariamente nessa ordem

Santarém reabre rede de bicicletas de uso partilhado com novo posto junto à Escola Secundária Sá da Bandeira

bike sharing Santarém“Santarém reabre rede de bicicletas de uso partilhado. Este sistema de partilha de bicicletas de uso gratuito – bike sharing – biks, que esteve encerrado durante algum tempo devido a atos de vandalismo ou mau manuseamento dos equipamentos, volta agora a estar disponível com mais um posto, desta feita, na Praça Egas Moniz (junto à Escola Secundária Sá da Bandeira), reforçando os três postos já existentes na Av. Madre Andaluz (junto ao Politécnico), no Largo Cândido dos Reis (junto aos Correios) e na Av. José Saramago (frente ao Tribunal, no Jardim da Liberdade).

A Câmara de Santarém apela ao cuidado no manuseamento deste equipamento para que seja possível mantê-lo em funcionamento facultando um meio de transporte a todos os que queiram, de forma gratuita e amiga do ambiente, circular pelo planalto da Cidade.

Para usar estas bicicletas basta fazer uma inscrição no Posto de Turismo de Santarém onde vai receber um cartão eletrónico que permitirá usar as bicicletas ao longo de todo o ano. Para obter mais informação consulte http://biks.cm-santarem.pt/.”

(fonte: noticiasdoribatejo.blogs.sapo.pt)

Cicloficina reúne amantes de bicicletas

Cicloficina Aveiro“Um grupo de cidadãos denominado ‘Ciclaveiro’ quer incentivar e promover a utilização da bicicleta como forma de transporte, para isso tem realizado vários eventos, entre os quais as cicloficinas.

A cicloficina é um ponto de encontro onde os participantes põem as mãos na massa e partilham conhecimentos e experiências na arte de pedalar e arranjar bicicletas. A última edição foi a 8 de agosto, no Mercado Manuel Firmino, em Aveiro.

No site do projeto pode ler-se que “uma cicloficina baseia-se na simplicidade do funcionamento mecânico das bicicletas e caracteriza-se por oferecer acesso a ferramentas, peças usadas e sobretudo a um momento de conhecimento partilhado”.

Aqui poderá então familiarizar-se com a sua bicicleta e aprender a tratar da manutenção dela. A cicloficina está “aberta a todos os que nela queiram colaborar e participar”, explicam no mesmo site. “Basta apareceres com a tua bicicleta e com vontade de aprender ou de ensinar”, destacam.

As próximas cicloficinas estão planeadas para os dias 12 de setembro, 10 de outubro, 14 de novembro e 12 de dezembro.”

 (fonte: noticiasaominuto.com)

Intemporal Bikes: as biclas com alma vintage que vão invadir o Porto

intemporal bikes“Intemporal Bikes trata-se do primeiro espaço multifuncional dedicado a bicicletas do país (assim o diz a notícia promocional!!!). A cidade do Porto foi a escolhida para acolher o projeto (que abriu portas no inicio de Agosto) na Rua do Paraíso. Trata-se um espaço pioneiro que combina a venda, o restauro, o aluguer e a personalização de bicicletas tradicionais ou modernas de aspeto clássico com a organização de workshops e uma proposta disruptiva: a organização de rotas turísticas e históricas sobre duas rodas.

A alma vintage, o espírito de partilha, a sustentabilidade ambiental, o desejo de descoberta e a customização definem a essência da proposta de valor da Intemporal Bikes, que se distingue das propostas existentes no mercado pela forma integrada de pensar um estilo de vida sobre duas rodas.

A Intemporal Bikes não quer apenas comercializar, restaurar e personalizar bicicletas ou acessórios com um cunho clássico e, por isso, confere uma nova solução de promoção turística da cidade do Porto com a organização de diferentes rotas temáticas pela invicta.

 …

Este espaço vai abrir portas a todos os que queiram participar em dinâmicas de reflexão e partilha sobre bicicletas, acolhendo workshops e tertúlias, além de servir de palco às operações de restauro e customização das bicicletas.”…

(fonte: empregopelomundo.com)

Anúncios

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em divulgação com as etiquetas , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s