comércio, biclas e combóios, arranjinho perfeito

A Pasteleira vende bicicletas e é uma mercearia gourmet

a pasteleira 1“A bicicleta é um instrumento locomoção que ao longo dos anos tem evoluído tornando-se mais leve e confortável para ser usada em vários percursos. A Pasteleira, na Rua Santa Catarina, 536, combina o mundo velocipédico – esta modernidade, mas também as bicicletas clássicas, conhecidas como pasteleiras – e o conceito de uma mercearia gourmet.

“Na altura falei com a Mafalda, a minha namorada, e nós quisemos ter uma loja de bicicletas mas agregada a um espaço cultural de convívio, um espaço que concentrasse o mundo da bicicleta – clássica e urbana – e o mundo da mercearia regional. Entendemos que a mercearia gourmet combina com o próprio estilo das  bicicletas clássicas que temos aqui”, explicou à Praça o promotor do projecto, João Cruz.”… (continua a ler o artigo aqui)

Vélocité Café

velocitecafe“Uma oficina de bicicletas junto à ciclovia dá jeito. Com café, esplanada e serviço de almoços já parece mentira. Mas não é. O Vélocité Café abriu as portas na Av. Duque de Ávila, em setembro de 2012. A bicicleta na montra e a pequena esplanada chama a atenção mas nada faz prever a dimensão do espaço interior. Uma rampa onde está desenhada uma ciclovia avança até um balcão quadrado central, depois de contornar uma agradável zona de estar. As bicicletas estão por todo o lado mas são mais do que meros elementos decorativos. Afinal isto é uma oficina. Que serve sopas da tia Bina, tostas, saladas e brownies. Mas também enche pneus, afina travões, estica correntes e aluga velocípedes. Como uma boa oficina, o Velocité Café está aberto todos os dias, incluindo domingos, até às 20 horas.”

Todos os comboios Intercidades equipados para transportar bicicletas até ao fim de 2014

Bicicletas-nos-ComboiosOs comboios Intercidades e regionais das linhas do Minho e Douro deverão estar todos equipados para transportar duas bicicletas por carruagem no final deste ano, de acordo com um porta-voz da CP.

Em resposta por escrito a questões colocadas pelo Pedais.pt, a mesma fonte do gabinete de Relações Públicas da transportadora ferroviária precisou que os suportes que permitem fixar os velocípedes estão a ser instaladas desde 2013 e têm sido colocadas aproveitando a deslocação dos comboios às oficinas para outro tipo de intervenções de modo a não “causar perturbação” no normal funcionamento da empresa.

“Neste momento estão já equipadas 21 carruagens. Quando estas intervenções estiverem concluídas, cada carruagem Intercidades estará equipada com dois suportes para bicicletas”, assegura a CP.”… (continua a ler o artigo aqui)

Anúncios

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em motivação com as etiquetas , , , , , , , , , . ligação permanente.

2 respostas a comércio, biclas e combóios, arranjinho perfeito

  1. jose costa diz:

    é com algum agrado, que constato o esforço da CP, no transporte de Bicicletas; deixo aqui um pequeno alerta no caso do comboio “Celta” seria de grande utilidade maior capacidade no nº de bicicletas que transporta, dado a diminuta frequência do mesmo, coloca grandes problemas ao grande nº de ciclista/perigrinos que hoje procuram utilizar esse meio de transporte para regressar a casa no final de vários dias a pedalar por montes e vales.
    obrogado

    Gostar

  2. paulofski diz:

    José, antes de mais agradeço o seu comentário. A meu ver o esforço da CP poderia ser mais efectivo, no entanto o que se está a fazer para o transporte de bicicletas nos comboios já é alguma coisa. O caso do comboio “Celta” já foi aqui alertado neste post: https://nabicicleta.com/2012/06/27/pouca-terra/. Eu já o utilizei em 2011 e o serviço na altura era bem mais “bikefriendly” com composições onde os vagões tinham bastante capacidade de carga, conforme demonstro na foto que lá publiquei (só naquele compartimento contei mais de 15 biclas! Volte sempre.

    Gostar

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s