pelas mobilidades de Portugal

Venha aprender a andar de bicicleta!

Aprender a Pedalar FunchalO Município do Funchal, em parceria com a Associação de Ciclismo da Madeira, realizará, nos dias 21 e 22 de Setembro (Sábado e Domingo), entre as 10 e as 13, no Jardim do Lido, uma ação pedagógica sobre a prática do ciclismo.

Inserida no programa oficial da Semana da Mobilidade 2013, esta atividade visa ensinar e demonstrar a miúdos e graúdos como se anda de bicicleta. Venha aprender a pedalar connosco e contribua para uma melhor mobilidade na cidade.

Câmara de Torres Vedras, o programa Braga Ciclável e um vereador em Lisboa recebem prémio Mobilidade em Bicicleta

I-Bike-BarreiroA Câmara de Torres Vedras, o vereador do Ambiente Urbano em Lisboa, José Sá Fernandes, e o programa “Braga Ciclável” são três dos distinguidos com o prémio Mobilidade em Bicicleta 2013.

O prémio vai ser atribuído hoje no Museu do Design e da Moda (MUDE), em Lisboa, e visa “reconhecer publicamente o contributo de determinadas entidades ou pessoas individuais que tenham promovido a utilização da bicicleta”, lê-se na nota divulgada.”… (continuar a ler)

Bloco de esquerda com pedalada para a campanha

BE faz campanha de bicicleta nas CaldasO Bloco de Esquerda das Caldas da Rainha começou o primeiro dia de campanha simbolicamente de bicicleta. Esta foi uma ocasião para relembrar aos responsáveis pela gestão da cidade que não se podem lembrar das questões da mobilidade e do uso das bicicletas apenas uma vez por ano e que este uso não é apenas parte de um folclore para se mostrar ecologicamente responsável.

Para o Bloco de Esquerda das Caldas da Rainha, a mobilidade é um problema diário de quem vive uma cidade mal planeada. Assim, a Câmara Municipal deve elaborar e discutir amplamente um plano de mobilidade que se preocupe com a sinistralidade rodoviária, com os peões, com os meios de transporte sustentáveis, com os idosos e os cidadãos portadores de deficiência.”… (continuar a ler)

Anúncios

Sobre paulofski

Na bicicleta. Aquilo que hoje é a minha realidade e um benefício extraordinário, eu só aprendi aos 6 anos, para deixar aos 18 e voltar a ela para me aventurar aos 40. Aos poucos fui conquistando a afeição das amigas do ambiente e o resto, bem, o resto é paisagem e absorver todo o prazer que as minhas bicicletas me têm proporcionado.
Esta entrada foi publicada em divulgação com as etiquetas , , , , , , , , , , . ligação permanente.

apenas pedalar ao nosso ritmo.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s